News

STEAME: inaugural newsletter

In a significant stride towards advancing European teacher education, the ERASMUS+ Teacher Academies Programme is backing the groundbreaking STEAME TEACHER FACILITATORS ACADEMY project. Spearheaded by the University of the National Education Commission, Krakow (UKEN), this initiative aims to redefine teacher education policies and practices across Europe.

The project is set to establish the Erasmus+ Teacher Academies Network, comprising 14 diverse organizations from 9 countries. These organizations will collaboratively focus on enhancing initial and continuing teacher education through innovative strategies and programs. The ambitious goal is to create networks and communities of practice, fostering collaboration between educators and stakeholders.

The partners in this venture, which includes the Polytechnic University of Porto (IPP), are dedicated to developing effective and transferable strategies for professional learning. By promoting blended training programs, the project seeks to address key EU priorities and improve collaboration in teacher education.

This information and regular updates of the project activities and events can be found in the STEAME newsletter if subscribed, in this website. The latest newsletter can be found attached.

The SA2CC Preparatory Meeting

In a landmark development in sustainable agriculture and climate change mitigation, the SA2CC – Sustainable Agriculture, Forestry, and Small-scale Livestock Production towards Climate Change Project (Project Number: 101126766), co-funded by the Erasmus+ Programme of the European Union, conducted its inaugural online preparatory meeting on December 7th, 2023.

Participants introduced themselves, contributing diverse expertise to the SA2CC project. They received an overview of the EU platform, highlighting integration into broader sustainable initiatives. The team discussed key deliverables, outlining milestones for priorities until February 2024. Proposals were made for forming steering and quality committees to ensure strategic direction and rigorous project control.

In anticipation of the importance of in-person collaboration, proposals were introduced for a kick-off meeting, emphasizing the need to foster strong team dynamics and lay the groundwork for successful project execution. This first face-to-face meeting will take place early 2024.

These discussions set the stage for the project’s success, emphasizing collaboration and strategic planning, marking a crucial step in aligning the project’s objectives with the European Commission’s vision for fostering climate change resilience and sustainable practices. Stay tuned for further updates on this groundbreaking initiative!

Lifelong Learning Week 2023

In a dynamic gathering at the heart of the European Parliament, the Skills Community of Practice (Skills CoP) illuminated the corridors with insights into “Good Practices in Applied Higher Education for all” during a workshop at the 13th edition of the Lifelong Learning Week (LLLweek) on December 1, 2023.

Hosted in the prestigious European Parliament hall ASP 3H1 in Brussels, the workshop aimed to spotlight initiatives and projects that significantly contribute to skills development across Europe. The primary focus was on integrating transversal competences into various learning environments, encompassing formal, non-formal, and informal settings. Attendees had the opportunity to engage in reflective discussions on these initiatives, exploring inclusive practices that have the potential to shape the future of skills development.

The LLLweek 2023, organized by the Lifelong Learning Platform (LLLP), featured a diverse array of workshops, discussions, and forums centered around the theme of continuous learning. The overarching theme of the 13th edition, “Key Competences for All: a Lifelong Learning Approach to Skills,” attracted over 1200 registered participants, including our researcher Paula Escudeiro.

The Skills CoP workshop provided attendees with a unique opportunity to delve into the intricacies of applied higher education for all. The event emphasized the importance of embedding transversal competences in educational settings to foster holistic skill development.

To learn more about the event, click here.

Anúncio para atribuição de 1 Bolsa de Investigação

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 Bolsa(s) de Investigação, no âmbito do Projeto DIGITCRESHE – DIGITAL TRANSFORMATION IN THE WESTERN BALKANS EDUCATION, financiado/a pelo projeto ERASMUS +, nas seguintes condições:

1. ÁREA CIENTÍFICA
Engenharia informática e outras que se adequem aos requisitos específicos.

2. REQUISITOS DE ADMISSÃO

2.1 – Requisitos gerais de admissão da candidatura a bolsa de investigação:
a) Cidadão nacional ou cidadão de outro Estado membro da União Europeia;
b) Cidadão de Estado terceiro;
c) Apátrida ou beneficiário do estatuto de refugiado político;
d) Estar numa das seguintes condições académicas: 1 (estar inscrito em curso de mestrado)
Tipo de situações a considerar:
1) Ser estudante inscrito num mestrado integrado, num mestrado ou doutoramento, visando a consolidação da sua formação científica através do desenvolvimento de trabalhos de investigação conducentes à obtenção do respetivo grau académico integrados ou não em projetos de I&D.
2) Ser licenciado ou mestre que se encontre inscrito em cursos não conferente de grau académico integrado no projeto educativo de uma instituição de ensino superior, desenvolvido em associação ou cooperação com uma ou várias unidades de I&D.
e) Para as situações do tipo 2), os candidatos que tenham obtido o grau no estrangeiro devem
ter o grau reconhecido em Portugal, e a conversão da respetiva classificação final para a
escala de classificação portuguesa, nos termos do Decreto-Lei n.º 66/2018, de 16 de agosto.

2.2 – Requisitos específicos:
Estar inscrito em curso de mestrado adequada à área científica indicada no ponto 1.

2.3 – Fatores preferenciais:
a) Experiência em desenvolvimento Web e Unity;
b) Experiência em atividades de investigação.

3. PLANO DE TRABALHOS
Colaborar no seguinte plano de trabalhos do projeto, a desenvolver no âmbito da Unidade de I&D
GILT – Games, Interaction & Learning Technologies designadamente:
a) Compreender as atividades de investigação do grupo;
b) Compreender e desempenhar as tarefas de desenvolvimento inerentes ao projeto
DIGITCRESHE;
c) Conceber e aplicar processos de investigação e desenvolvimento na conceção e desenvolvimento de aplicações para as áreas em que o grupo está envolvido, nomeadamente Jogos Sérios;
d) Analisar, avaliar e disseminar os resultados de investigação.

4. LEGISLAÇÃO E REGULAMENTAÇÃO APLICÁVEL
 Lei n.º 40/2004, de 18 de agosto, alterada pelo Decreto-lei n.º 202/2012, de 27 de agosto,
pelo Decreto-lei n.º 233/2012, de 29 de outubro, pela Lei n.º 12/2013, de 29 de janeiro, pelo
Decreto-lei n.º 89/2013, de 9 de julho e pelo Decreto-lei n.º 123/2019, de 28 de agosto.
 Artigo 37.º do Decreto-Lei n.º 63/2019, de 16 de maio.
 Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT, I. P., n.º 950/2019, de 16 de dezembro,
alterado pelo Regulamento n.º 643/2021, de 14 de julho.
 Regulamento de Bolsas de Investigação do P.PORTO (P.PORTO/P-001/2020), aprovado
pelo Despacho P.PORTO-P-015-2020.

5. ORIENTAÇÃO CIENTÍFICA E LOCAL DE TRABALHO:
Orientador científico (nome): Professor Doutor Carlos Vaz de Carvalho
O trabalho será desenvolvido na Unidade de I&D GILT – Interaction & Learning Technologies, do
Instituto Superior de Engenharia do Instituto Politécnico do Porto.

6. DURAÇÃO E REGIME DE ATIVIDADE
Contrato de bolsa de 12 meses, que não deverá exceder o período de vigência do contrato, em
regime de exclusividade, conforme legislação aplicável.

7. VALOR DO SUBSÍDIO DE MANUTENÇÃO MENSAL
O montante da bolsa corresponde a €930,98, de acordo com tabela de valores da FCT em vigor
(clique aqui para aceder à tabela), pago mensalmente, acrescido do reembolso do seguro social
voluntário, de acordo com o previsto no regulamento.

8. MÉTODO DE SELEÇÃO E COMPOSIÇÃO DO JÚRI

8.1 – Métodos de seleção dos candidatos:
Os métodos de seleção a utilizar será em conformidade com os seguintes critérios de seleção e
respetivas valorações:

CRITÉRIO A – Avaliação Curricular, com a ponderação de 50%
Subcritério A1 – Classificação obtida até ao momento no curso superior
Subcritério A2 – Experiência anterior em projetos científicos/académicos ou trabalhos
profissionais
Classificação do critério A = (40% x A1) + (60% x A2)

CRITÉRIO B – Entrevista, com a ponderação de 50%
Classificação final = (50% x A) + (50% x B)

8.2 – Critérios de desempate:
Em situações de igualdade de classificação final, são aplicados os seguintes critérios de desempate,
por ordem decrescente:
a) Ter uma classificação superior no critério B;
b) Ter uma classificação superior no subcritério A1;
c) Caso o empate ainda se mantenha, o desempate será feito por votação dos membros
do júri, dispondo o presidente do júri de voto de qualidade em caso de novo empate.

8.3 – Motivos de exclusão dos candidatos:
Os candidatos poderão ser excluídos do concurso com os seguintes fundamentos:
a) Por não possuírem os requisitos requeridos no edital do concurso (ponto 2.);
b) Os candidatos que obtenham valoração inferior a 9,5 em qualquer uma das componentes de avaliação, consideram-se excluídos do procedimento concursal, não sendo avaliados na(s) componente(s) seguinte(s);
c) A falta de comparência à entrevista, quando aplicável, por parte do candidato ou ainda a indisponibilidade do mesmo em prestar os eventuais esclarecimentos adicionais que lhe forem solicitados, equivale à desistência do concurso.

8.4 – Composição do júri de seleção:
Presidente do Júri – Professor Doutor, Carlos Miguel Miranda Vaz de Carvalho
Vogal Efetivo – Professora Doutora, Ana Margarida de Sousa Júlio Mendes Barata, que substitui o
presidente nas faltas e impedimentos
Vogal Efetivo – Professora Doutora, Piedade Barros Lopez Carvalho
Vogal Suplente – Professora Doutora, Isabel De Fátima Silva Azevedo
Vogal Suplente – Professor Doutor, João Miguel Leitão

9.FORMA DE PUBLICITAÇÃO/NOTIFICAÇÃO DOS RESULTADOS
Os resultados do concurso serão comunicados aos candidatos eletronicamente, através de correio
eletrónico e endereço eletrónico declarado pelos próprios na candidatura, de acordo com os prazos
previstos no Regulamento de Bolsas de Investigação do P.PORTO, e as atas são obrigatoriamente
arquivadas pelo júri na plataforma de suporte ao presente concurso: https://www.ipp.pt/concursos/pessoal.

10. PRAZO DE CANDIDATURA E FORMA DE APRESENTAÇÃO DAS CANDIDATURAS

10.1. Prazo para apresentação das candidaturas
O concurso encontra-se aberto no período de 10 dias úteis, entre o dia 10 de novembro e as 23h59 (hora de Lisboa) do dia 23 de novembro de 2023.

10.2. Forma de apresentação das candidaturas
As candidaturas devem ser formalizadas obrigatoriamente através do preenchimento do formulário eletrónico de candidatura, que se encontra disponível em https://www.ipp.pt/concursos/pessoal, e da respetiva submissão até ao termo do prazo fixado em conjunto com os restantes documentos. As candidaturas enviadas através de correio eletrónico ou por qualquer outra via eletrónica, que não a determinada, serão liminarmente excluídas.

10.3. Documentos de instrução das candidaturas
1) Curriculum Vitae;
2) Certificados de habilitações, ou do respetivo reconhecimento (com conversão da respetiva classificação final) quando tenha sido atribuído por instituições de ensino superior estrangeiras, sem prejuízo do disposto no n.º 1 do ponto seguinte;
3) Comprovativo de inscrição em ciclo de estudos conducente à obtenção de grau académico ou em
curso não conferente de grau, caso não seja estudante do P.PORTO, sem prejuízo do disposto no n.º
2 do ponto seguinte;
4) Declaração, sob compromisso de honra, que:
(A) Tomou conhecimento do Regulamento de Bolsas de Investigação do P.PORTO em vigor
e que se compromete a cumprir o mesmo; (B) não excede, com a celebração do contrato de
bolsa em causa, o período máximo legalmente previsto, seguido ou interpolado.
5) Outros documentos que o candidato considere relevantes.

10.4. Documentos de instrução das candidaturas: condições específicas
Os documentos comprovativos referidos no número 2 do ponto anterior do tipo:
1) Titularidade de grau(s) académico(s) e diploma(s), ou do respetivo reconhecimento quando tenham sido atribuídos por instituições de ensino superior estrangeiras – é obrigatório sempre que a titularidade do grau seja condição de admissão ou critério de seleção dos candidatos, podendo, no entanto, ser dispensado em fase de candidatura e substituído por declaração de honra do candidato,
ocorrendo a verificação dessa condição apenas em fase de contratualização da bolsa;
2) Comprovativo de inscrição em ciclo de estudos conducente à obtenção de grau académico ou em
curso não conferente de grau, caso não seja estudante do P.PORTO – é obrigatório sempre que a inscrição seja condição de admissão, ficando a concessão de bolsa condicionada à existência de
inscrição válida num prazo de seis meses a partir da data da comunicação da aprovação em sede de
avaliação científica.

11. PRAZOS E PROCEDIMENTOS DE RECLAMAÇÃO E RECURSO
Da decisão final pode ser interposta reclamação no prazo de 15 dias úteis, ou recurso para o Presidente do P.PORTO no prazo de 30 dias úteis, ambos após a respetiva notificação, nos termos do artigo 12.º do Regulamento de Bolsas de Investigação do P.PORTO em vigor.

 

O edital completo pode ser encontrado em anexo.

Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de Bolsa de Investigação para Doutoramento

O Instituto Politécnico do Porto (P.PORTO), através da Unidade de I&D GILT– Games, Interaction & Learning Technologies (UIDB/05627/2020 do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) do IPP, abre concurso para atribuição de 1 (uma) bolsa de investigação, adiante designada por Bolsa de Investigação para Doutoramento, na área de Assistive Technologies, ao abrigo do Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I. P. (FCT) (RBI) e do Estatuto do Bolseiro de Investigação (EBI). A bolsa será financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) ao abrigo do Protocolo de Colaboração para Financiamento de Bolsas de Investigação para Estudantes de Doutoramento, celebrado entre a FCT e o P.PORTO no âmbito da Universidade Europeia ATHENA.

1. APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA
O concurso está aberto por 10 dias úteis, entre o dia 15 de novembro e as 23h59 (hora de Lisboa) do dia 28 de novembro de 2023. As candidaturas e os documentos de suporte à candidatura previstos no presente Aviso de Abertura de Concurso devem ser submetidos, obrigatoriamente, através da seguinte plataforma: https://www.ipp.pt/concursos/pessoal. A prestação de falsas declarações ou a realização de atos de plágio por parte dos candidatos é motivo para cancelamento da candidatura sem prejuízo da adoção de outras medidas de natureza sancionatória.

2. TIPO E DURAÇÃO DAS BOLSAS
2.1. As bolsas de investigação para doutoramento destinam-se a financiar a realização de trabalhos de investigação conducentes à obtenção do grau académico de doutor, conferido por Instituição de Ensino Superior nacional ou do consórcio ATHENA, nos domínios científicos abrangidos pelo referido consórcio, nomeadamente as identificadas no ponto 2.3 seguinte.
2.2. Os trabalhos de investigação subjacentes às bolsas serão desenvolvidos, no todo ou em parte, no P. PORTO, na Unidade de I&D GILT, a qual será a instituição de acolhimento do bolseiro, sem prejuízo dos trabalhos poderem ser realizados em articulação com qualquer outra entidade ligada a qualquer das restantes universidades que integram a referida iniciativa.
2.3. As atividades de investigação conducentes à obtenção do grau académico de doutor do bolseiro selecionado devem estar enquadradas no plano de atividades e estratégia da Unidade de I&D GILT, e devem ser desenvolvidas no âmbito do Programas de Doutoramento de Hellenic Mediterranean University (Greece).
2.4. O plano de trabalhos poderá decorrer integralmente ou de forma parcial numa instituição nacional (bolsa no país ou bolsa mista, respetivamente). A duração das bolsas é, em regra, anual, renovável até ao máximo de quatro anos (48 meses), não podendo ser concedida bolsa por um período inferior a 3 meses consecutivos. No caso de bolsa mista, o período do plano de trabalhos que decorra numa instituição estrangeira não pode ser superior a 24 meses.

3. DESTINATÁRIOS DAS BOLSAS
As Bolsas de Investigação para Doutoramento destinam-se a candidatos inscritos ou a candidatos que satisfaçam as condições necessárias para se inscreverem num dos Programas de Doutoramento constantes no ponto 2.3. do presente Aviso e que pretendam desenvolver atividades de investigação conducentes à obtenção do grau académico de doutor na Unidade de I& GILT, ou em instituições de acolhimento a ela associadas.

4. ADMISSIBILIDADE
4.1 Requisitos de Admissibilidade do Candidato
4.1.1. Podem candidatar-se ao presente concurso:
a) Cidadãos nacionais ou cidadãos de outros Estados membros da União Europeia;
b) Cidadãos de Estados terceiros;
c) Apátridas;
d) Cidadãos beneficiários do estatuto de refugiado político.
4.1.2. Para concorrer a Bolsa de Investigação para Doutoramento é ainda necessário:
a) Ser mestre em Engenharia Informática ou em área considerada afim;
b) Residir de forma permanente e habitual em Portugal à data de início do período do plano de trabalhos no estrangeiro, caso o plano de trabalhos proposto para a bolsa inclua um período em instituições estrangeiras (bolsas mistas), requisito aplicável tanto a cidadãos nacionais como a cidadãos estrangeiros.
c) Não ter beneficiado de uma bolsa de doutoramento ou de doutoramento em empresas diretamente financiada pela FCT, independentemente da sua duração;
d) Não ser detentor de grau de doutor.
4.2 Requisitos de Admissibilidade da Candidatura
É indispensável, sob pena de não admissão ao Concurso, anexar à candidatura os seguintes documentos:
a) Elementos do bilhete de identidade/cartão de cidadão/passaporte;
b) Curriculum vitae do candidato com referência ao CiênciaVitae e ao ORCID do candidato;
c) Certificados de habilitação dos graus académicos detidos, especificando obrigatoriamente a classificação final e, se possível, as classificações obtidas em todas as unidades curriculares realizadas, ou, em alternativa, declaração de honra do candidato em como concluirá o grau de mestre até ao final do prazo de candidatura;
d) Registo de reconhecimento dos graus académicos atribuídos por instituições de ensino superior
estrangeiras e registo da conversão da respetiva classificação final para a escala de classificação
portuguesa, ou, em alternativa, declaração de honra do candidato em como obterá o reconhecimento do grau estrangeiro equivalente ao de mestre até ao final do prazo de candidatura;
e) Carta de motivação;
f) Cartas de Recomendação (máximo duas);
g) Plano de trabalhos e respetiva calendarização (timeline);
h) Declaração de cada um dos orientadores a confirmar disponibilidade para a orientação;
i) Quaisquer documentos que entendam ser relevantes para apreciação do seu mérito;
j) Redigir a candidatura e todos os documentos a ela associados, incluindo as cartas de motivação e
recomendação, em língua inglesa ou em língua portuguesa.
Relativamente aos requisitos de admissibilidade acima mencionados faz-se notar o seguinte:
 No caso de graus académicos atribuídos por instituições de ensino superior estrangeiras, e por forma a garantir a aplicação do princípio da igualdade de tratamento a candidatos que detêm graus académicos estrangeiros e nacionais, é obrigatório o reconhecimento desses graus e a conversão da respetiva classificação final para a escala de classificação portuguesa. O reconhecimento de graus académicos e diplomas estrangeiros bem como a conversão da classificação final para a escala de classificação portuguesa pode ser requerido em qualquer instituição de ensino superior pública,
ou na Direção-Geral do Ensino Superior (DGES, apenas para o caso do reconhecimento automático). Relativamente a esta matéria, sugere-se a consulta do portal da DGES através do seguinte endereço: http://www.dges.gov.pt.
 Só serão admitidos candidatos que tenham concluído o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre até ao final do prazo de candidatura. Caso ainda não disponham da certidão de conclusão de curso, será aceite declaração de honra dos candidatos em como concluíram as habilitações necessárias para efeitos do concurso até ao final do prazo de candidatura. A concessão da bolsa está sempre dependente da apresentação dos comprovativos da titularidade das habilitações académicas necessárias à concessão da bolsa.

5. PLANOS DE TRABALHO E ORIENTAÇÃO CIENTÍFICA DAS BOLSAS
Os candidatos devem apresentar um plano de trabalhos que deve contribuir para a missão e objetivos da Unidade de I&D GILT, nomeadamente em atividades nas áreas Tecnologia Assistiva, mais informação pode ser consultadas na página da internet da Unidade de Investigação: https://gilt.isep.ipp.pt. O plano de trabalho deve ser apresentado de acordo com a estrutura que consta do anexo ao presente edital.

O edital completo do concurso  está disponível em anexo. Por favor, consulte o anexo para obter informações detalhadas sobre o processo de candidatura e os critérios de elegibilidade necessários.

SECOVE: newsletter from October 2023

The project SECOVE establishes a cooperation platform for Centres of Vocational Excellence (CoVes) across Europe in the Sustainable Energy Sector.

SECOVE networks are nationally based, with a CoVE in each partner country able to connect and interact at the national and transnational levels. The platform’s primary goal is to promote the uptake of innovative and qualitative lifelong learning opportunities, oriented towards the development of skills, competencies and the achievement of qualifications, including the promotion of mobility opportunities. The project adopts and supports a holistic approach to promote creativity, inclusion and an entrepreneurial mindset together.

This information and regular updates of the project activities and events can be found in the SECOVE newsletter if subscribed, in this website. The latest newsletter can be found attached.

Forum on Vocational Excellence 2023

The Forum on Vocational Excellence, held on September 25th and 26th in Amsterdam, the Netherlands, was a collaborative effort between the Community of Practice on COVEs, Katapult, and Tknika. These organizations, along with the European Commission, brought together over 100 representatives from various COVE projects and Vocational Excellence initiatives across Europe. Among the attendees were the researchers Paula Escudeiro and Nuno Escudeiro from IPP.
The importance of promoting cooperation between the public and private sectors in vocational education, both within and between countries, cannot be overstated. This initiative allows for stakeholders, local partners, and VET institutions to work together in creating an efficient environment that addresses current and future skill needs.
The forum provided a platform for education and VET providers, government officials, social companies, and European stakeholders to exchange knowledge, share best practices, and take ownership of the skills development of the current workforce in areas such as green, digital, social, and professional skills.

By 2027, the plan is to create a minimum of 100 networks of COVEs.

Here, you will find more details on the event.

Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de Bolsa de Investigação para Doutoramento

O Instituto Politécnico do Porto (P.PORTO), através da Unidade de I&D GILT– Games, Interaction & Learning Technologies (UIDB/05627/2020 do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), abre concurso para atribuição de 1 (uma) bolsa de investigação, adiante designada por Bolsa de Investigação para Doutoramento, na área de Educational Technologies, ao abrigo do Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I. P. (FCT) (RBI) e do Estatuto do Bolseiro de Investigação (EBI).
A bolsa será financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) ao abrigo do Protocolo de Colaboração para Financiamento de Bolsas de Investigação para Estudantes de Doutoramento, celebrado entre a FCT e o P.PORTO no âmbito da Universidade Europeia ATHENA.

1. APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA
O concurso está aberto por 10 dias úteis, entre o dia 10 de novembro e as 23h59 (hora de Lisboa) do dia 23 de novembro de 2023. As candidaturas e os documentos de suporte à candidatura previstos no presente Aviso de Abertura de Concurso devem ser submetidos, obrigatoriamente, através da seguinte plataforma: https://www.ipp.pt/concursos/pessoal.
A prestação de falsas declarações ou a realização de atos de plágio por parte dos candidatos é motivo para cancelamento da candidatura sem prejuízo da adoção de outras medidas de natureza sancionatória.

2. TIPO E DURAÇÃO DAS BOLSAS
2.1. As bolsas de investigação para doutoramento destinam-se a financiar a realização de trabalhos de investigação conducentes à obtenção do grau académico de doutor, conferido por Instituição de Ensino Superior nacional ou do consórcio ATHENA, nos domínios científicos abrangidos pelo referido consórcio, nomeadamente as identificadas no ponto 2.3 seguinte.
2.2. Os trabalhos de investigação subjacentes às bolsas serão desenvolvidos, no todo ou em parte, no P. PORTO, na Unidade de I&D GILT, a qual será a instituição de acolhimento do bolseiro, sem prejuízo dos trabalhos poderem ser realizados em articulação com qualquer outra entidade ligada a qualquer das restantes universidades que integram a referida iniciativa.
2.3. As atividades de investigação conducentes à obtenção do grau académico de doutor do bolseiro selecionado devem estar enquadradas no plano de atividades e estratégia da Unidade de I&D GILT, e devem ser desenvolvidas no âmbito do Programas de Doutoramento de Hellenic Mediterranean University (Greece).
2.4. O plano de trabalhos poderá decorrer integralmente ou de forma parcial numa instituição nacional (bolsa no país ou bolsa mista, respetivamente). A duração das bolsas é, em regra, anual, renovável até ao máximo de quatro anos (48 meses), não podendo ser concedida bolsa por um período inferior a 3 meses consecutivos. No caso de bolsa mista, o período do plano de trabalhos que decorra numa instituição estrangeira não pode ser superior a 24 meses.

3. DESTINATÁRIOS DAS BOLSAS
As Bolsas de Investigação para Doutoramento destinam-se a candidatos inscritos ou a candidatos que satisfaçam as condições necessárias para se inscreverem num dos Programas de Doutoramento constantes no ponto 2.3. do presente Aviso e que pretendam desenvolver atividades de investigação conducentes à obtenção do grau académico de doutor na Unidade de I& GILT, ou em instituições de acolhimento a ela associadas.

4. ADMISSIBILIDADE
4.1 Requisitos de Admissibilidade do Candidato
4.1.1. Podem candidatar-se ao presente concurso:
a) Cidadãos nacionais ou cidadãos de outros Estados membros da União Europeia;
b) Cidadãos de Estados terceiros;
c) Apátridas;
d) Cidadãos beneficiários do estatuto de refugiado político.
4.1.2. Para concorrer a Bolsa de Investigação para Doutoramento é ainda necessário:
a) Ser mestre na área de Tecnologia de Informação e Comunicação, Tecnologia da Educação ou em área considerada afim.
b) Residir de forma permanente e habitual em Portugal à data de início do período do plano de trabalhos no estrangeiro, caso o plano de trabalhos proposto para a bolsa inclua um período em instituições estrangeiras (bolsas mistas), requisito aplicável tanto a cidadãos nacionais como a cidadãos estrangeiros.
c) Não ter beneficiado de uma bolsa de doutoramento ou de doutoramento em empresas diretamente financiada pela FCT, independentemente da sua duração;
d) Não ser detentor de grau de doutor.
4.2 Requisitos de Admissibilidade da Candidatura
É indispensável, sob pena de não admissão ao Concurso, anexar à candidatura os seguintes documentos:
a) Elementos do bilhete de identidade/cartão de cidadão/passaporte;
b) Curriculum vitae do candidato com referência ao CiênciaVitae e ao ORCID do candidato;
c) Certificados de habilitação dos graus académicos detidos, especificando obrigatoriamente a classificação final e, se possível, as classificações obtidas em todas as unidades curriculares realizadas, ou, em alternativa, declaração de honra do candidato em como concluirá o grau de mestre até ao final do prazo de candidatura;
d) Registo de reconhecimento dos graus académicos atribuídos por instituições de ensino superior
estrangeiras e registo da conversão da respetiva classificação final para a escala de classificação portuguesa, ou, em alternativa, declaração de honra do candidato em como obterá o reconhecimento do grau estrangeiro equivalente ao de mestre até ao final do prazo de candidatura;
e) Carta de motivação;
f) Cartas de Recomendação (máximo duas);
g) Plano de trabalhos e respetiva calendarização (timeline);
h) Declaração de cada um dos orientadores a confirmar disponibilidade para a orientação;
i) Quaisquer documentos que entendam ser relevantes para apreciação do seu mérito;
j) Redigir a candidatura e todos os documentos a ela associados, incluindo as cartas de motivação e
recomendação, em língua inglesa ou em língua portuguesa.
Relativamente aos requisitos de admissibilidade acima mencionados faz-se notar o seguinte:
 No caso de graus académicos atribuídos por instituições de ensino superior estrangeiras, e por forma a garantir a aplicação do princípio da igualdade de tratamento a candidatos que detêm graus académicos estrangeiros e nacionais, é obrigatório o reconhecimento desses graus e a conversão da respetiva classificação final para a escala de classificação portuguesa. O reconhecimento de graus académicos e diplomas estrangeiros bem como a conversão da classificação final para a escala de classificação portuguesa pode ser requerido em qualquer instituição de ensino superior pública, ou na Direção-Geral do Ensino Superior (DGES, apenas para o caso do reconhecimento automático). Relativamente a esta matéria, sugere-se a consulta do portal da DGES através do seguinte endereço:
http://www.dges.gov.pt.
 Só serão admitidos candidatos que tenham concluído o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre até ao final do prazo de candidatura. Caso ainda não disponham da certidão de conclusão de curso, será aceite declaração de honra dos candidatos em como concluíram as habilitações necessárias para efeitos do concurso até ao final do prazo de candidatura. A concessão da bolsa está sempre dependente da apresentação dos comprovativos da titularidade das habilitações académicas necessárias à concessão da bolsa.

5. PLANOS DE TRABALHO E ORIENTAÇÃO CIENTÍFICA DAS BOLSAS
Os candidatos devem apresentar um plano de trabalhos que deve contribuir para a missão e objetivos da Unidade de I&D GILT, nomeadamente em atividades nas áreas Tecnologia Educativa, mais informação pode ser consultadas na página da internet da Unidade de Investigação: https://gilt.isep.ipp.pt. O plano de trabalho deve ser apresentado de acordo com a estrutura que consta do anexo ao presente edital.

 

O edital completo do concurso  está disponível em anexo. Por favor, consulte o anexo para obter informações detalhadas sobre o processo de candidatura e os critérios de elegibilidade, necessários a este processo.

2nd SECOVE Project Management Meeting: day 2

The second day (6th July) of the SECOVE Project Management Meeting was successfully held in Porto, Portugal. During the meeting, several aspects were addressed, including the dissemination of results, project management and future planning. Strategies for disseminating and exploiting the project’s results were discussed, such as newsletters, an editorial calendar and a campaign on social networks. Plans for articles and presentations related to the project, as well as a transnational conference on vocational education, were also discussed. Project management was addressed with the submission of internal reports and annual technical and financial reports. Issues related to the preparation of progress reports for the responsible agency were also discussed. The day ended with an extended discussion on planning next steps and tasks, including organizing future project management meetings and international conferences.

The 2nd SECOVE Project Management Meeting yielded productive outcomes, and the participants showcased strong dedication to the project’s success.

To learn more about the project and future outcomes, please click here.

2nd SECOVE Project Management Meeting: day 1

The 2nd SECOVE Project Management Meeting took place at the Engineering School of the Porto Polytechnic (ISEP) in Porto, Portugal. The main stakeholders of the project, including representatives of various institutions and organizations, participated in the meeting, during the 5th and 6th of July 2023.

On the first day (5th July) of the meeting, the establishment, governance and funding of the SECOVE platform was discussed. There was a presentation of the SECOVE roadmap, updates on its implementation and development of the web portal. Strategies to create synergies with other projects and groups were also highlighted. The relevance of vocational education and training (VET) and sustainable development were central to the discussions. Plans were presented for developing challenging modules that encourage an entrepreneurial mindset and relevant skills. Additionally, recommendations were shared to align VET courses with Smart Specialization Strategies (RIS3). Other topics covered included teacher training on sustainable energy, development of common units on sustainable energy using virtual reality (VR) and international certification. The promotion of synergies between VET, the labour market and regional needs, as well as the inclusion of women in technical occupations, were widely discussed. Research findings on inclusive and attractive VET practices were presented, and plans to establish a SECOVE observatory, participatory pilot workshops and awareness campaigns were discussed. The promotion and support for quality and innovation in VET was also addressed, with emphasis on the involvement of small and medium-sized enterprises (SMEs) in applied research and the creation of Innovation Poles. The meeting was completed with the presentation of the project’s quality assessment, the annual assessment reports and the activities of the Quality Assurance Committee.

The session concluded on a positive note, with participants expressing satisfaction with the progress and continued commitment to collaboration to achieve the objectives of the SECOVE project.

To learn more about the project, please click here.

ICHT Project Finale: Celebrating Breakthroughs in Cultural Tourism Accessibility

In a event held at HF Ipanema Park, the ICHT – Inclusive Cultural Heritage Tourism project celebrated the successful culmination of its efforts over the past two years. Hosted by Medidata, the project coordinator, the closing ceremony took place on the 29th of June, marking a significant milestone in the development of inclusive tourism in the North of Portugal.

Drawing upon their collective expertise and collaboration, a consortium of esteemed partners including Medidata, ISEP, and IPV from Portugal, POLIMI from Italy, HEVS from Switzerland, and Trier from Germany worked diligently from 2021 to 2023 to realize the project’s goals. The objective was to leverage previous experience in automatic translation of sign languages to create unique and innovative tools that would enhance inclusive cultural tourism and cater specifically to the needs of the deaf community.

The outcome of the project is set to revolutionize the way cultural heritage is experienced by the deaf in the region. Through the implementation of cutting-edge technology and advancements in automatic sign language translation, the project aims to empower the deaf community, allowing them to fully engage with and appreciate cultural sites and events.

The closing event at HF Ipanema Park served as a platform to showcase the innovative solutions developed during the project’s duration and the results obtained.

With the successful conclusion of the ICHT project, the partners involved have cemented their commitment to advancing accessibility and inclusivity within the tourism industry. Their collaborative efforts have paved the way for a more inclusive future, where cultural heritage can be shared and appreciated by all.

To know more about the project, please click here.

ATHENA holds a four-day congress at Cusano University in Rome

ATHENA held a four-day congress in Rome, Italy, from the 2nd to the 5th of May 2023. The event took place at Cusano University and brought together more than 120 participants including ATHENA rectors, national project coordinators, the president of ESN ATHENA, students’ national representatives, and a group of Athenians arising from ten EU countries. The first day, Tuesday the 2nd of May, was dedicated to promoting industry connections in the area of Rome and the Unicusano network. On May 3rd, a welcome session was held, followed by plenary sessions focused on discussing and reviewing the progress of the various dimensions of ATHENA, including education, research, branding, industry, and infrastructure, among others.

The third day, May 4th, was devoted to parallel workshops focused on the key topics currently being deployed at ATHENA. These sessions took place in the New Building, with several classrooms designated for each WP. Participants were able to take part in discussions with group leaders and other members, exchanging ideas and recommendations. Each workshop generated a task list that will guide the work for the next months until the coming meeting to be held in Siegen after the summer.

The fourth day featured a plenary session with guest speakers and a presentation by the Carinthia University of Applied Sciences, an associated partner. Participants also had the opportunity to report on the parallel workshops held the day before.

The event concluded at Trajan’s Market on May 5th, following a tour of the campus and a tour of the markets earlier in the day. Project coordinators expressed satisfaction with the progress made and discussed future perspectives for the project.

ATHENA is a collaborative effort aimed at promoting transnational and inclusive education, research, and innovation, generating new paradigms for the future of the European Higher Education and Research Area. The event in Rome was seen as a successful step towards achieving the project’s objectives, promoting collaboration among its members, and installing the ATHENA European University. The warm welcome and all the care from Italian friends were key to such a successful meeting.

Ci vediamo, Roma!