Vaga para Bolsa de Iniciação à Investigação

Encontra-se aberto concurso para atribuição de uma Bolsa de Iniciação à Investigação financiada pela FCT/MCTES– Fundação para a Ciência e a Tecnologia I.P., através de fundos nacionais, no âmbito do Financiamento Plurianual Base da Unidade (UIDB/05627/2020)-950/2019, nas seguintes condições:

1. ÁREA CIENTÍFICA: Engenharia Informática ou afim.

2. REQUISITOS DE ADMISSÃO: Frequência de licenciatura em Engenharia Informática ou afim.

3. DURAÇÃO: A bolsa terá a duração de 3 meses, com início previsto em junho de 2021, sendo eventualmente renovada por iguais períodos até ao limite de 12 meses.

4. OBJETO DE ATIVIDADE/PLANO DE TRABALHOS: 

    • Experiência em atividades de investigação;
    • Conceção de projetos de investigação e desenvolvimento.
    • Fatores preferenciais: Experiência em desenvolvimento de aplicações informáticas.

O bolseiro irá:

  • Compreender, analisar e integrar as atividades de investigação do grupo.
  • Conceber e aplicar processos de desenvolvimento de sistemas informáticos nas atividades de investigação e desenvolvimento inerentes ao grupo.
  • Analisar, avaliar e disseminar os resultados de investigação.
  • Trabalhar com ferramentas de modelação 3D para o desenho e geração das animações mediante agentes virtuais animados em 3D.

As principais funções implicam:

  • Desenvolvimento de base de dados de conteúdos multimédia com as descrições, características, significado e animação dos conceitos correspondentes aos assuntos abordados.
  • Desenvolvimento de um conjunto de aplicações tendentes a demonstrar as possibilidades de Investigação + Desenvolvimento + Inovação deste tipo de tecnologias.

5. LEGISLAÇÃO E REGULAMENTAÇÃO APLICÁVEL

Estatuto do Bolseiro de Investigação, aprovado pela Lei n.º 40/2004, de 18 de agosto; Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia, aprovado pelo

Regulamento n.º 950/2019, publicado na 2.ª série-Parte C, do Diário da República, de 16 de dezembro de 2019 e Regulamento de Bolsas de Investigação do ISEP, todos nas suas redações atuais.

6. ORIENTAÇÃO CIENTÍFICA E LOCAL DE TRABALHO

O trabalho será desenvolvido no ISEP– Games Interaction and Learning Technology, sob a orientação científica do Professora/Doutora Paula Escudeiro.

7. SUBSÍDIO DE MANUTENÇÃO MENSAL

Valor mensal da bolsa: €446,12 pago por transferência bancária (de acordo com tabela de valores da FCT http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores.phtml.pt), suportada através do PAD n.º C51259.

8. MÉTODOS DE SELEÇÃO E COMPOSIÇÃO DO JÚRI

A avaliação dos candidatos terá em conta três componentes igualmente ponderadas: a classificação obtida no curso superior; experiência anterior em projetos científicos/académicos ou trabalhos profissionais e a avaliação do candidato tendo em conta uma entrevista que lhe será realizada (todos ponderados numa escala de 0 a 20).

Após a análise das candidaturas e a avaliação dos candidatos segundo as componentes em causa, os candidatos serão seriados em ordem decrescente de pontuações. Em caso de igualdade o desempate terá como base o maior valor obtido na entrevista. Caso o empate permaneça, o fator de desempate será a classificação obtida no curso superior. Se o empate ainda permanecer, o júri efetuará uma votação onde todos os elementos do júri votem, cabendo ao Presidente do Júri o voto de qualidade em caso de nova igualdade.

O júri responsável pelo processo de seleção será constituído por:

  • Professor(a) Doutor(a), Paula Escudeiro (responsável do projeto pelo ISEP) (Presidente),
  • Professor(a) Doutor(a), Ana Barata (Vogal),
  • Professor(a) Doutor(a), Nuno Escudeiro (Vogal),
  • Professora Doutora Bertil Marques (Vogal suplente).

9. FORMA DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, por correio eletrónico enviado para pmo@isep.ipp.pt, através do envio dos seguintes documentos:

  • Curriculum Vitae;
  • Certificado de habilitações / Documento comprovativo da titularidade do grau académico e diploma, do respetivo reconhecimento quando tenha sido atribuído por instituições de ensino superior estrangeiras ou documento comprovativo do pedido de reconhecimento;
  • Comprovativo de inscrição em ciclos de estudo conferentes ou não conferentes de grau académico;
  • Outros documentos comprovativos considerados relevantes.

Caso a habilitação tenha sido conferida por instituição de ensino superior estrangeira, a mesma tem de obedecer ao disposto no Decreto-Lei n.º 66/2018, de 16 de agosto, devendo quaisquer formalidades aí estabelecidas estar cumpridas até ao ato de contratação.

10. PRAZO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS: A receção de candidaturas decorre entre 8 de junho a 22 de junho 2021.

11. FORMA DE PUBLICITAÇÃO/NOTIFICAÇÃO DOS RESULTADOS: Os resultados da avaliação serão divulgados através de email, para o endereço de correio eletrónico indicado no processo de candidatura.

12. PROCEDIMENTOS DE RECLAMAÇÃO E RECURSO: Caso o resultado seja desfavorável os candidatos têm um prazo de 10 dias úteis, após a divulgação dos resultados da avaliação de candidaturas, para se pronunciarem, querendo, em sede de audiência prévia de interessados, nos termos previstos no Código de procedimento Administrativo.

Da decisão final referida nos números anteriores pode ser interposto recurso hierárquico, para o Presidente do ISEP, no prazo de 15 dias úteis após a respetiva notificação.

13. RESERVA DE SELEÇÃO: O ISEP reserva-se ao direito de recorrer aos candidatos não selecionados, por ordem de seriação, para a contratação de bolseiro no âmbito do mesmo projeto por via da desistência do candidato inicialmente selecionado.